18 de jan de 2016

APOIO AOS PACIENTES FISSURADOS

A Academia vem prestando um ótimo serviço de atendimento aos pacientes portadores de fissura labial e/ou palatal, através do oferecimento do Curso de Especialização em Ortodontia - terminou a 4ª turma e já se prepara para receber a próxima,ainda incompleta. 

Porém, trata-se de um trabalho parcial, pois a total reabilitação leva, em média, cerca de 18 (dezoito) anos e consiste num tratamento multi e interprofissional, constando de várias cirurgias (plásticas, basicamente), Fonoaudiologia, Odontologia, Psicologia etc., etc.. 

O fato é que a nossa Academia apóia a criação da Associação de Pais e Amigos dos Fissurados - APAFIS/RN, que, tal como ocorre em várias cidades do País, trabalhará para tornar essa reabilitação viável aqui mesmo no Estado - condições para tal existem...

Para tanto, houve a 1ª reunião no dia 11.01, conforme podemos ver:



Participaram, além da Presidente, Moema Barreto, a Diretora do Museu e Biblioteca, Acadêmica Yara Silva e sua Adjunta, Acadêmica Elza Macedo; a Diretora Social, Terezinha Galvão e sua Adjunta, Mª Auxiliadora Nezi; o Diretor de Divulgação, Rubens Azevedo e os convidados: Edivan Silva, pai de fissurado e futuro Presidente da Associação citada; Dra. Suily Alencar, Cirurgiã Dentista lotada no CRI - Centro de Reabilitação Infantil, pertencente ao Estado do RN. {Aliás, é o local mais adequado para a implantação do Centro de Reabilitação de Fissurados}; Jornalista Roberto Cardoso; Emmanoel Iohanan, Amigo de fissurado.

SITUAÇÃO ATUAL:
Há 2 anos, cerca de 300 crianças estavam em tratamento no HOSPED - Hospital Pediátrico da UFRN - e tiveram o atendimento suspenso de um dia para o outro. Desde então, apenas cirurgias esporádicas são realizadas no Hospital Infantil Varela Santiago e alguns poucos atendimentos no próprio CRI.

No dia 15.01 foi realizada outra reunião, desta vez no Conselho Regional de Odontologia, cujo Presidente, Dr. Gláucio Morais e Silva, apóia incondicionalmente a criação dessa Associação, que precisa da participação de todos, sejam profissionais da área de de saúde ou não, a fim de tirar o nosso Estado da situação de abandono dessas crianças, lembrando que é onde há maior incidência de casos em comparação com todo o País.

Roberto Cardoso; Edivan Silva; Presidente Gláucio; Siderley Jatobá (Fissurado reabilitado); Rubens Azevedo; Emmanoel Iohanan; Matias Verzutti (Assistente Social).


No dia 15.02, 2ª feira,  será feita nova reunião, de novo no CRO/RN, com vistas à preparação para a Assembleia Geral a ser realizada no mesmo local, dia 22.02, às 19 horas, para eleição e posse da Diretoria que trabalhará para resolver essa calamitosa situação.

Será cobrada das autoridades - Governador do Estado do RN, Robinson Faria e Prefeito de Natal Carlos Eduardo - uma posição definitiva a respeito do assunto, pois a demanda, que gira em torno de 2.000 (dois mil) casos em todo o Estado, só tende a aumentar bastante!

O problema é gravíssimo! A Associação Brasileira de Fissuras Palatinas do RN - ABFP/RN - completa 10 (dez) anos de tentativas, todas infrutíferas, no sentido de viabilizar a criação desse Centro.
Tomara que a APAFIS/RN consiga essa "proeza"!
Depende de cada um de nós, componentes da comunidade, que não pode ficar insensível aos fatos aqui narrados. 

Convidamos a todos para aderirem a essa nobilíssima causa, como voluntários, bastando comparecer às futuras reuniões ou entrando em contato através da própria Academia ou do CRO/RN.

As crianças agradecem!

Para mais informações, podem acessar o blog da ABFP/RN:  abfissuraspalatinas.blogspot.com.br